Resenha #226 - À Procura de Audrey - Sophie Kinsella - Galera Record


Título: À Procura de Audrey
Autor (a): Sophie Kinsella
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501104632
Ano: 2015
Páginas: 336


Livro recebido em parceria com a editora


Sinopse: Audrey, 14 anos, leva uma vida relativamente comum, até que começa a sofrer bullying na escola. Aos poucos, a menina perde completamente a vontade de estudar e conhecer novas pessoas. Sem coragem de sair de casa e escondida por um par de óculos escuros, a luz parece ter mesmo sumido de sua vida. Até que ela encontra Linus e aprende uma valiosa lição: mesmo perdida, uma pessoa pode encontrar o amor.

“- Olhe, é a celebridade! – ironiza o pai de Ollie, Rob, que vem me chamando de ‘a celebridade’ pelas últimas quatro semanas, embora tanto mamãe quanto papai, em ocasiões diferentes, tenham lhe pedido para parar. Ele acha que é engraçado e que meus pais não têm senso de humor (noto, com frequência, que as pessoas equiparam ‘ter senso de humor’ a ‘ser um idiota insensível’).


A história é delicada e bastante tocante. Faz-nos adentrar a atmosfera criada por Kinsella ao narrar problemas da ficção que podem muito bem ser confundidos com a realidade. O tema narrado é algo que acontece no mundo todo e que hoje tem “uma voz mais ativa” na sociedade, sendo destacado como meio de tentar deter tal ato que é a prática do bullying.

Audrey sofreu bullying de forma que foi necessário sair da escola. Ela está tentando por a cabeça em ordem. Porém, claro não será nada fácil. Quem sofre esse tipo de violência retêm em sua memória e em sua pele os atos de crueldade vividos e consequentemente se torna uma pessoa fechada, suscetível à depressão, crises de terror e ansiedade.

Audrey está tentando se recuperar da violência que viveu com a ajuda de uma psicóloga, que em dado momento sugere que ela grave vídeos entrevistas com desconhecidos como uma forma de se socializar e de se relacionar, para conseguir perder o medo de pessoas. Ela não se sente nada confortável com essa história, mas com a ajuda de Linus consegue “sair do casulo”. Linus é amigo do irmão de Audrey e é um personagem muito importante nessa jornada. Sua família acabou sendo afetada tanto quanto Audrey e o desenrolar desta história delicada e "real" vocês podem conferir lendo "À Procura de Audrey".

“Episódios. Como se a depressão fosse um seriado de comédia, sempre com uma tirada hilária. Ou uma série de TV cheia de suspense e finais abertos. O único suspense em minha vida é ‘será que um dia vou conseguir me livrar dessa merda?’, e, pode acreditar, fica bem monótono.”

A autora escreveu algo mais adulto e real com total delicadeza e sem perder o tom certo para dramas e piadas quando necessário. Do começo ao fim me senti completamente envolvida e atenta. Adoro livros que são narrados em primeira pessoa, pois sentimos junto com os personagens todos os seus medos, anseios e tudo que eles vivenciam. Então pelo ponto de vista de Audrey percebemos o quanto tudo que aconteceu afetou sua vida e seu eu, e como é difícil se deixar livre do pesadelo que ainda reside em sua memória.

Eu apenas senti falta de saber exatamente o que Audrey passou, pois em diversos momentos a autora nos dá pistas sem de fato relatar o ocorrido. Claro que isso gerou certa expectativa em mim e quando percebi que seria apenas “o dar a entender”, fiquei um pouco incomodada, pois em se tratando do tema e do público alvo, seria muito mais reflexível e interessante saber o que realmente aconteceu com Audrey. Porém, mesmo assim gostei muito da história cujo tema é muito atual. Fãs de Kinsella não deixem de ler!!!
"Sobre como seria fácil melhorar e sair feliz e saltitante pela porta, deixando meus pais e Frank e Feliz para trás. Não deveria ser assim, no entanto. Todos fomos afetados pelos acontecimentos. Todos deveríamos sair felizes e saltitantes porta afora juntos."

24 comentários :

  1. Ownn, Sophia Kinsella, adoro!!!!
    Eu já tinha visto uma entrevista dela em que dizia que o tema era sério, mas que as piadas estariam, inseridas como sempre pq senão não seria ela rsrs. Acho que vai ser muito bacana ver essa mistura de um tema mais sério junto ao bom humor característico dela. Gostei que vc disse que ficou atenta do início ao fim pq eu adoro livro que faz a gente se envolver dessa forma. Quero muito ler!! ;)

    ResponderExcluir
  2. Nunca li nada desta autora, mas a resenha apresentou um livro que me parece ser muito bom com um tema bem interessante e sério.
    Parabéns pela Resenha!
    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Karini,amo livros da Sophie Kinsella e esse com certeza já se encontra em minha lista amei saber que a história é delicada e bastante tocante e a personagem é vitima de bullying,estou também ansiosa para ler e conhecer o personagem Linus que a ajudará nessa jornada de sua reconstrução emocional,amei saber que a história é narrada em primeira pessoa,só não gostei muito de não ser revelado totalmente o que ocasionou todo o sofrimento em Audrey,com certeza sentirei também falta.Beijos!!!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Karini.
    Apesar de o livro não ser muito meu estilo e eu não ter interesse em lê-lo, achei interessante o tema abordado pela autora. Até porque, infelizmente, o bullying é muito comum atualmente.
    Concordo contigo ao dizer que seria mais interessante se a a autora realmente tivesse dito o que de fato aconteceu.
    Ótima resenha.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de agosto. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  5. Sou fã dos livros da Sophie Kinsella! Chick-lit eu amo, por mto tempo apenas lia esse genero, e nem sabia q se chamava assim.
    Bullying é foda!! é um mal que a cada dia ganha espaço na midia.
    Eu sempre estudei em colégio público e por ser oriental eu sempre sofria uma brincadeirinha e tal, mas sempre levei de boa. Ainda bem que nunca atrapalhou a minha vida.
    Me interessei pelo livro, principalmente pelo tema e quero ver como a Sophie Kinsella tratou do assunto.
    Uma pena que a autora nao fala diretamente oq aconteceu com a Audrey, mas ainda quero ler. A capa ficou bonita.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Karini! Ainda não li nada da autora, mas achei bem bacana a proposta do livro. Gosto quando os autores abordam assuntos importantes, mas de maneira leve, delicada, divertida e usando o humor para quebrar um pouco o peso da temática. Acho que eu ficaria um pouco incomodada também por não saber o que de fato aconteceu com Audrey. Mas leria o livro sim, parece muito bom.

    ResponderExcluir
  7. Oi,
    Sempre ouvi falar muito bem dessa autora, mas nunca tive a oportunidade de ler algo dela. A sinopse é uma graça, mas não me interessou tanto. Gosto de histórias delicadas e tocantes, e o tema desse livro é bem marcante. Gostei da resenha e ela me animou mais em relação ao livro. Pretendo ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Bem, o tema é interessante mas pelo que li na sua resenha a escritora não parece ter desenvolvido muito bem a história, tipo ela devia ter colocado em questão o que a menina passou mas só deixou em aberto e isso me fez ver que não vai ser uma boa leitura pra mim >< Obrigada pela resenha.

    ResponderExcluir
  9. Confesso que, pela capa, não daria uma mínima chance de lê-lo. Porém, vendo sua resenha, com certeza eu pensaria diferente. Além da história em si, eu adorei saber que o livro aborda o bullying, algo que, infelizmente, acontece diariamente! </3

    ResponderExcluir
  10. Esse tipo de tema sempre me atrai muito, e admiro os autores que tem a capacidade de se expressar se maneira tão verdadeira e tocante.
    Estou super ansiosa e curiosa a respeito desse livro...
    Não vejo a hora de ler ♥

    http://bibliotecadocoracao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi Karinii!
    Amoooo A Sophie, estou doida para conhecer esta nova fase dela, parece q este livro foge do bom humor natural da autora né? Eu acho q posso me incomodar com o fato de o q aconteceu a personagem n seja totalmente explicito, até pq o q mais me aguça na leitura é saber de tudo o mais detalhado possível kkkkkkk!
    Adorei a resenha!!
    Bjos!
    Aline Praça
    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
  12. Oii Karini!
    Eu nunca li nada da Sophie, mas já tenho muitas expectativas com todos os livros da autora, fiquei sabendo que esse livro mais recente é um gênero novo pra autora, amo new adult, e essa história tem tudo pra me fazer uma leitora feliz, haha, gosto muito quando no livro é tratado assuntos sérios que estão em alta no mundo atualmente e infelizmente o bullying é um desses, mas o fato de voce citar que o real problema não é mencionado me incomodou um pouco, porque após a leitura ia ficar meio nervosa, hahaha, mas enfim, otima resenha. Bjos.

    ResponderExcluir
  13. Esse livro parece ser muito bom, adorei sua resenha.
    No início não tinha me interessado muito por esse livro, mas depois de saber um pouco mais sobre a história, fiquei bem curiosa, pretendo ler.

    ResponderExcluir
  14. Oi Karini, tudo bem?

    Adorei a sua resenha e parece que a autora escreveu algo bem diferente do que costuma fazer, e não duvido que tenha feito um excelente trabalho. Realmente o bullying é um assunto sério, e mesmo que existam tantos livros sobre o assunto, nunca é demais... e sempre causa as mais diversas consequências na vida da pessoa, desde se retrair, sair da escola e até as mais drásticas, quanto o suicídio.

    Esse mês como está tendo a campanha "Booktubers Contra o Bullying" eu estou lendo vários livros sobre o assunto, como uma forma de participar. Já tinha visto esse livro, mas não sabia que esse era o tema principal, mas se eu conseguir, vou tentar ler. Apesar de achar que essa parte do problema que ela passou não ter sido de fato explicado, vai me incomodar um pouco.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  15. Esse é aqueles livros que você bate o olho e pensa "que capa linda me segura q eu vou comprar". Essa sou eu.
    Gostei do tema abordado no livro e fiquei paranóica por saber que o que ela passa é "deixado no ar". Eu fico o tempo todo tentando pensar no que aconteceu e não ter uma resposta para as coisas me deixa receosa. Porém, acho q vale a pena ler o livro.

    bjs

    ResponderExcluir
  16. Amoo tudo que a Sophie escreve,a escrita dela é muito envolvente ,sem falar que seus livros Tiram muitas risadas.Fiquei muito curiosa para ler A procura de Audrey por tratar de um tema sério,mas a Sophie conseguir descontrair e nos tirar boas risadas não tirando o quão sério é o tema!!! Bjss

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Já li alguns resenhas desse livro e sempre vejo uma critica bem positiva o que me deixa com mais vontade de ler, achei essa historia bem tocante e emocionante e adorei o modo que a autora conduz a historia, acho que em certos momentos podemos identificar essa historia com algo real e fiquei com muita vontade de ler esse livro !!!

    ResponderExcluir
  18. Oie
    Acho que nunca li nada da Kinsella mas gosto de livros que tratam de temas que vem sendo bem discutidos recentemente.Aposto que também vou ficar um pouco incomodada com isso da autora deixar no ar o que realmente a personagem passou.Mas ainda quero o ler,e ver se curto ou não a escrita da Sophie.

    ResponderExcluir
  19. Não conhecia esse livro, e adorei a resenha e me interesei em ler, principalmente porque ele alem de parecer bom trata de um assunto serio

    ResponderExcluir
  20. Sinceramente nunca me interessei pelos livros da Sophie, porque os que comecei a ler, não gostei, parei e não voltei atrás.
    Mas esse estou superinteressada, é um tema que gosto de ficar informada, já passei por bullying e sei como é difícil dar a volta por cima.
    bjs

    ResponderExcluir
  21. Faz tempo que não leio alguma coisa da Kinsella e levando-se em conta que esse tema anda bastante em alta e é de suma importância, o colocarei em minha lista. Só seria mais interessante se a autora fosse mais clara sobre o que aconteceu, né?

    ResponderExcluir
  22. Nunca li nada da Sophie Kinsella, mas A Procura de Audrey me interessa muito, pois Chick-lit não é muito meu gênero, e esse parece ser diferente. Enfim, gostei da sua resenha e espero que a leitura não me desagrade. Abraços ~^

    ResponderExcluir
  23. Acho inspirador esses livros que abordam assuntos como bullyng que muita gente sofre hoje em dia, só precisa saber falar sobre isso e me ganhou. É bom ter com que contar nesses dias de luta e acho que Audrey se sentiu grata pelo amigo que tem.

    ResponderExcluir
  24. Eu bati o olho na capa e no titulo e pensei que o livro nao deveria se bom, apesar da capa linda. Que deveria ser algum tipo de romancezinho agua com açucar.
    Maaas eu mudei de ideia e quero completamente ler. Como alguem que sofreu bullying na escola, até o colegial, eu gostaria muito de ver em primeira mão como a autora conseguiu lidar com o assunto.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Seguidores G+

Siga-nos no Networked