Resenha #247 - O Despertar do Príncipe - Colleen Houck - Editora Arqueiro

Título: O Despertar do Príncipe
Série: Os Deus do Egito #1
Autor(a): Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Páginas: 375
ISBN: 9788580414363
Ano: 2015

*Livro recebido em parceria com a editora.


Sinopse: Quando a jovem de dezessete anos, Lilliana Young, entra no Museu Metropolitano de Arte certa manhã, durante as férias de primavera, a última coisa que esperava encontrar é um príncipe egípcio ao vivo com poderes divinos, que teria despertado após mil anos de mumificação.E ela realmente não poderia imaginar ser escolhida para ajudá-lo em uma jornada épica que irá levá-los por todo globo para encontrar seus irmãos e completar uma grande cerimônia que salvará a humanidade.Mas o destino tem tomado conta de Lily, e ela, juntamente com seu príncipe sol, Amon, deverá viajar para o Vale dos Reis, despertar seus irmãos e impedir um mal em forma de um deus chamado Seth, de dominar o mundo.



"Quando abri um sorriso zombeteiro, ele me sacudiu.
- Você não diria isso se soubesse quem eu sou. Em que me transformei.
- Está falando sério? Eu sou de Nova York. Nada me espanta."
Ah, Deus! Morrendo por não ter conseguido pegar um autógrafo dessa mulher na Bienal do Rio.

Como fã da saga do Tigre, é óbvio que estava louquinha de pedra pra poder conferir a nossa saga dessa autora incrível.

Antes de começar a falar qualquer coisa a respeito desse livro perfeito, quero deixar claro e bem registrado aqui, que nunca li um livro sobre mitologia, um YA, tão bem escrito e pesquisado quanto os livros de Houck.

Assim como em A Saga do Tigre (livro que relata a mitologia Indiana), em O Despertar do Príncipe, a autora nos enriquece com informações a respeito da mitologia egípcia de uma forma tão natural e completa que parece que você sempre conheceu a história do Egito.

Nesse primeiro volume da saga Deus do Egito, Liliana Young, uma jovem de 17 anos tem uma vida aparentemente estável e perfeita. Filha de pais ricos e bem-sucedidos, Liliana vive em um hotel em Nova York, só usa roupas de grife, recebe uma generosa mesada e tem a liberdade de explorar a cidade.

Seu local preferido é o Metropolitan Museum of Art. Um dia, sentada na seção egípcia, Lily está pensando em uma forma de convencer seus pais a deixar ela decidir qual faculdade cursar quando uma figura um tanto quanto estranha cruza seu caminho: uma múmia.

Porém, diferente dos filmes no qual as múmias são monstros horrorosos e assustadores, essa múmia em questão não tem nada de assustador e feio. Na verdade, ele é um príncipe egípcio com poderes divinos que acabou de despertar de um sono de mil anos.

Dando adeus a sua vida tediosa e perfeita, Lily sente uma força estranha que a obriga a seguir o príncipe Amon até o Vale dos Reis, no Egito, a fim de acordar os dois irmãos de Amon para que eles possam dar início a uma cerimônia que impedirá que o maligno deus Seth desperte e acabe com o mundo como o conhecemos.

Gostar não chega nem perto do que senti com esse livro. Eu amei!
Muitos amigos me perguntaram se nesse livro encontramos o famoso triângulo amoroso pelo qual a autora ficou conhecida graças a Kelsey, Ren e Kishan em A Maldição do Tigre e a minha resposta, querido leitor, é: NÃO!

Óbvio que isso contribuiu e muito para O Despertar do Príncipe passar a frente de A Maldição do Tigre (desculpa aí, Ren, mas sabe como é, você não é do Egito e muito menos fica mil anos enrolado em ataduras.). Não sou muito fã de triângulos amorosos e ver que superamos isso nesse livro me deixou megamente feliz.

Lily é uma protagonista excelente e uma narradora melhor ainda. Dona de uma incrível personalidade e de uma ironia e sarcasmo bastante presente na narrativa, ela nos conduz em suas aventuras de uma foça que fica quase impossível de largar o livro.

"(...) Dizem que Babi devora as entranhas dos malvados, e esses babuínos são igualmente perigosos. Vamos prosseguir com cautela, mas todos nós teremos que nos apresentar para sermos julgados.
- E eu pensando que o processo seletivo para entrar na universidade fosse difícil... - resmunguei."

Amon, por sua vez, também não fica atrás no quesito fofura. Um príncipe nato, ele me arrancou altas gargalhadas ao tentar se adaptar ao mundo moderno e esquecer que ninguém mais vive como vivia no Egito há mil anos atrás.

Toda a trama é muitíssimo bem desenvolvida e em momento algum você se sente perdido com as histórias dos deuses. É tudo tão bem explicado, tão bem pesquisado que a leitura flui de uma forma bastante rápida e você acaba não apenas passando umas boas horas em companhia de personagens incríveis, mas também aprendendo mais sobre a mitologia egípcia. E conhecimento nunca é demais, né?

Agora, um dos maiores pontos fortes do livro pra mim, foi a falta de "mimimi" por parte da protagonista com relação aos seus sentimentos com Amon. Lily não é do tipo que fica se sentindo inferior diante de um príncipe ou qualquer pessoa. Ah, não mesmo. Muito pelo contrário,
ela é o tipo de personagem que corre atrás do que quer e não tem a mínima vergonha de demonstrar isso.

Muitíssimo recomendado, galera!


23 comentários :

  1. Beta, que bom que nesse livro não existe um triângulo amoroso e sim um casal único e ainda bem que a mocinha não fica com ´´mi mi mi ``,maravilhoso,fora o conhecimento da mitologia egípcia estou curiosíssima pela trajetória de Amon e Liliana.Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi,
    Nossa estou doida para ler esse livro!! Sua resenha me deixou ainda mais curiosa, adoro personagens sem "mimi" rsrs
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  3. Fiquei muito feliz por esse livro não ter mimimi, pois li os livros de A Maldição do Tigre e nossa, me irritei muito com a Kelsey por esse motivo, ela era uma personagem que não me agradava nem um pouco.
    Adorei sua resenha, e acredito que vou gostar muito de ler esse livro, pois acho legal o livro falar da cultura egípcia e ser tudo bem explicado.

    ResponderExcluir
  4. Meeeu deus morrendo por não ter o autografo dessa mulher 2 T____T
    Veeeei eu to apaixonada por esta nova serie e já da pra perceber as mudanças da autora!
    Principes lindos e Egito?? Não dava pra ser melhor, mas admito que teve horas que a Lily me irritou pacaraai XD
    Ameei a resenha <33
    Bjoos Betaa <333
    http://chacombolacha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Quando vi esse lançamento fui alvo de dois sentimentos: O primeiro foi alegria, pois adoro a mitologia egípcia. O segundo foi desapontamento, porque sendo de Colleen Houck esperava outra personagem cheia de mimimi e um triângulo amoroso, mas aí vejo essa sua resenha e agora sim fiquei com vontade de ler esse livro!
    A protagonista parece ser uma garota de atitude e com uma bela dose de humor, Amon por outro lado parece uma fofura. Sempre acho graça de personagens que precisam se adaptar a novos comportamentos, tecnologia e tudo mais, dá certo toque de inocência para eles.
    A mitologia outra vez parece ser muito bem trabalhada e esse é sempre o ponto alto dos livros da autora, mesmo que a saga do Tigre não tenha sido lida por mim por conta de determinados elementos que me desagradam e testam a minha paciência.
    Estou bastante curiosa para conferir essa aventura de perto e conhecer os irmãos de Amon, espero que sejam ótimos personagens também.
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Oi, Beta! Não tenho palavras para expressar o quão estou namorando esta capa há dias. Mas, referindo-me a estória, fiquei bem curioso com a proposta mitológica egípcia feita na escrita da Colleen Houck. Outra saga que estou curioso é a do Tigre, e fico feliz que Os Deus do Egito seja melhor que a anterior, pelo menos temos um certificado de qualidade, não é mesmo?! Enfim, minha curiosidade só aumenta para conhecer a escrita da autora.

    ResponderExcluir
  7. Nossa peguei hoje este livro pra começar a ler, agora depois da resenha já vou lá começar a leitura,adorei A Maldição do tigre e acho que vou adorar este também.
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi Beta! Sempre fui apaixonada por mitologia grega e acho que nunca sai desse mundinho. Por isso fiquei fascinada em descobrir mais sobre mitologia egípcia. A Colleen é uma autora maravilhosa pelo que todos falam, mas infelizmente nunca tive a oportunidade de ler nenhuma de suas obras. O modo como ela fez a estória ficar super leve em relação a todos os conflitos me encantou e o melhor de tudo foi quando falou que o livro não tem todo aquele "mimimi" quando se trata de romances. Com certeza irei procurar o livro para ler e "entrar de cabeça" essa aventura! rs.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Ok, depois da sua resenha eu quero esse livro. Pra ser sincera, eu comecei a ler a saga do Tigre e não gostei taaanto assim. Foi legal conhecer a mitologia indiana daquela forma, mas depois de descobrir aue tinha certo triângulo ali... Estou aliviadíssima com a falta de um triângulo nesse e com certeza irei ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Beta.
    Preciso confessar que este não era um livro que me chamava atenção (não sei porque se amo o Egito), mas quando li a 1ª resenha comecei a ficar "meio assim", agora esse "meio assim" passou a ser uma imensa curiosidade e ansiedade para lê-lo, mas triste só em saber que vou esperar e esperar para a saga ficar completa.

    Bjss

    ResponderExcluir
  11. Olá, Beta.
    Esse livro realmente parece gerar uma boa leitura. Como eu adoro livros que trabalhem a mitologia egípcia e não caia em triângulos amorosos, acredito que esse livro foi feito para mim. Apesar de ter um pouco de receio de ser parecido com os livros do Riordan, quero muito ler a obra. Espero gostar tanto quanto você.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro. Serão seis livros para três vencedores.

    ResponderExcluir
  12. Oi Beta!
    Eu tenho escutado tanto dessa autora que estou começando a ficar impressionada. Já ouvi tantos comentários bons sobre A Saga do Tigre e agora sobre O Despertar do Príncipe. Esse tipo de livro sobre mitologia não está muito na minha área de conforto, mas acho muito interessante e pretendo dar uma chance. Além do mais pelo que você disse a história é bem direta e sem muito "mimimi" o que já fez com que o livro ganhe pontos comigo, porque ninguém merece muito "mimimi" em um livro só! Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Hello!
    Li o primeiro livro da Maldição do Tigre e gostei mto da historia, a Kelsey me irritava mto, mas mesmo assim que me apaixonei pelos tigres e pela escrita da Houck.
    Quando soube que ela iria lançar com a mitologia egípcia eu pirei, pq eu adorooo a cultura deles e por ser tao misteriosa, da pra imaginar mil coisas.
    Bom saber como é a Lily, ela nao sendo igual a outra do TIgre ta otimoo pra mim e nao ter um triagulo amoroso tb ajuda, obrigada. hahaaha
    Clarooo que vou ler ne?
    Beijos
    https://meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. O que mais me chamou a atenção na resenha foi a personalidade de Lily, porque ela parece passar bem a ideia da mulher contemporânea, que trata de igual pra igual com um homem, mesmo que ele seja um príncipe (e nesse caso um príncipe com poderes). O fato de trazer maiores detalhes sobre a cultura egípcia, o que inclui a mitologia, torna o livro mais interessante, por trazer algo a mais, deixando a estória mais rica.

    ResponderExcluir
  15. Oi Beta, não tive o prazer de ler ainda alguma coisa da autora, mas além de me encantar com esta capa, também estou gostando do que tenho visto nas resenhas, além do fato de envolver algum tipo de mitologia, o que sempre me interessa.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  16. Nunca li nenhum livro da autora, porém já faz tempo que quero ler a série da Maldição do Tigre. Achei interessante a autora ter inserido a mitologia egípcia, nunca li nada sobre essa mitologia. Lily me chamou muito a atenção e com certeza vou ler o livro.

    ResponderExcluir
  17. Olá Beta ! Tudo bom ? Sobre este livro eu estou tipo ( Rosa chiclete,kkk) estou apaixonado por esta capa e por essa estoria de Colleen Houck, só essa sinopse desta garota de 17 anos com este príncipe mumificado, me apaixonei e já adicionei a minha lista, para ler neste mês. Bjs ☺

    ResponderExcluir
  18. Ai, to com muita vontade de ler esse livro! já comprei, mas não chegaaa! Sempre quis ler a maldição do tigre, mas tinha medo de ser estranho demais pra aguentar. Fico feliz que a autora tenha escrito algo novo que eu acho que vou gostar mais. Um principe do egito? Venha cá, por favor! hahaha

    beijos.
    www.manualdaerika.com

    ResponderExcluir
  19. Fico muito felizque voce tenha amado esse livro, a cada resenha que leio minha vontade de le-lo só aumenta, estava planejando comprar ele esse mes, mas no mes passado eu exagerei nos gasto e agora terei ue esperar até o mes que vem para compra-lo :(
    Eu amei essa capa, e tenho a certeza de que tmbem irei gostar. Eu li apenas os dois primeiros livro da a maldição do tigre e o segundo livro acabou me decepcionando e eu desisti de ler a serie, espero que não aconteça o mesmo com essa.

    ResponderExcluir
  20. Oi Beta!
    Já ouvi muitas criticas positivas em relação a autora, sua escrita e suas histórias, eu nunca li nada dela, mesmo com todo o alvoroço que vez com a serie de A Maldição do Tigre, não me interessei muito, aconteceu o mesmo com essa nova obra, acho legal ela explorar novas mitologias, mas não é muito a minha. Fico feliz que tenha gostado da leitura, e concordo com você, é mesmo muito chato quando na história tem mimimi demais entre os personagens, enfim, ótima resenha, bjos.

    ResponderExcluir
  21. Eu realmente espero que a Lily não seja como a Kelsey, e pelo que eu li na sua resenha, acho que vou gostar muito dela <3
    Mas acho que não conseguirei superar o Ren *--*
    Enfim, espero que O Despertar do Príncipe seja tão bom (ou melhor) que a Saga do Tigre.
    Amei a sua resenha :)
    http://www.palavrasinquebraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Fiquei com mais vontade do que nunca para ler esse livro depois da resenha. Sou apaixonada pela serie A Maldição do Tigre, e tenho certeza que gostarei bastante desse livro, gosto bastante de livros que contam sobre mitologia.

    ResponderExcluir
  23. Livro interessante que eu leria com facilidade. A resenha ficou bem clara, não sei o por quê, mas me lembrei do filme Uma noite no museu. Gostei muito.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Seguidores G+

Siga-nos no Networked