Resenha #252 - Fragmentados - Neal Shusterman - Novo Conceito

Título: Fragmentados
Série: Fragmentados #1
Autor(a): Neal Shusterman
Editora: Novo Conceito
Páginas: 320
ISBN: 9788581635194
Ano: 2015


- Livro recebido em parceria com a editora.

Sinopse: Em uma sociedade em que os jovens rejeitados são destinados a terem seus corpos reduzidos a pedaços, três fugitivos lutam contra o sistema que os fragmentaria. Unidos pelo acaso e pelo desespero, esses improváveis companheiros fazem uma alucinante viagem pelo país, conscientes de que suas vidas estão em jogo. Se conseguirem sobreviver até completarem 18 anos, estarão salvos. No entanto, quando cada parte de seus corpos desde as mãos até o coração é caçada por um mundo ensandecido, 18 anos parece muito, muito longe. O vencedor do Boston Globe-Horn Book Award, Neal Shusterman, desafia as ideias dos leitores sobre a vida: não apenas sobre onde ela começa e termina, mas sobre o que realmente significa estar vivo.

Fala galera! Tudo bom? 

A resenha de hoje é do livro Fragmentados do Neal Shusterman. Sabe aquele livro que tu vê um zilhão de pessoas falando e você fica numa vontade louca de ler? Esse é um deles. Há alguns anos esse livro era super bem falado nos canais literários gringos e eu morria de ansiedade de poder de fato saber do que se tratava a história e o motivo de tanto hype. Felizmente a Editora Novo Conceito lançou esse livro esse ano, e na mesma hora eu já gritei para a Patty: EU QUERO. rs

Imaginem uma sociedade não muito diferente da nossa, mas que é bem mais avançada na medicina. Eles conseguiram criar uma sociedade onde a grande parte dos problemas médicos são resolvidos com transplantes de órgãos. A diferença nisso tudo é que eles criaram um processo chamado fragmentação, onde a pessoa é dividida em pedaços, literalmente. Cada órgão, osso, veia, músculo é aproveitado e guardado para futuro uso. Acontece que para que isso desse certo, eles iriam precisar de pessoas. Uma porcentagem da população é mandada para a fragmentação. Eles não possuem vontade própria quanto a isso. Na hora que a decisão foi tomada, o seu fim já foi estabelecido. 

Acompanhamos a história através de três personagens. Connor é um jovem de 16 anos, o típico adolescente problemático, sem saber o que fazer com o filho, seus pais decidiram assinar a ordem de fragmentação. Risa é uma órfã, ela vive na casa estatal, como todos os órfãos são propriedade do estado, a sua passagem para fragmentação é garantida, a não ser que você tenha algum talento. Risa é ótima no piano, mas não boa o suficiente. E temos Levi. Família rica, atenciosa e religiosa. O único problema é que ele é um dízimo. Ele nasceu com o único propósito de ser fragmentado, e cresceu acreditando que essa era a vontade de Deus.

A vida desses três personagens se entrelaça quando Connor decide fugir da fragmentação, em toda a confusão que o jovem cria, Risa e Levi acabam sendo envolvidos na fuga. O objetivo deles é conseguir ficar longe dos radares da polícia até completarem 18 anos, pois assim não vão poder mais ser fragmentados.

A história é narrada em terceira pessoa, e vamos alternando os pontos de vista entre esses três personagens. A narrativa nesse formato é perfeita, pois conseguimos ter uma ambientação muito melhor de tudo que está acontecendo, fora que em determinados momentos, os personagens estão separados e podemos acompanhar o desenvolvimento de vários outros plots dentro do plot central da história. A leitura do livro é muito rápida. Somente em certa parte é que o ritmo cai um pouco, mas essa parte é importantíssima para o desenrolar da trama.

Os personagens são fantásticos! O autor conseguiu desenvolver muito bem todos eles. O crescimento que todos têm durante esse único livro é fenomenal. Ênfase no Levi, que foi criado achando que ser um Dízimo, ou seja, ser fragmentado era um desejo de Deus, e que essa era a sua missão. Conforme a história vai avançando o personagem começa a ver as coisas de outra forma. 

O livro vai tocar em diversos assuntos, afinal temos uma sociedade que aceita que uma parte dela seja morta, para que o restante tenha certa garantia de vida. Conforme vamos acompanhando a trajetória dos personagens, vamos descobrindo mais e mais sobre o governo e sobre a fragmentação em si. Tem certa cena no livro que eu achei completamente sinistra e doentia. Sério... eu me senti até mal com a frieza e a forma como tudo foi feito. 

O autor conseguiu transmitir todo o horror que existe dentro do ser humano nesse livro. Todo o processo de fragmentação, o comportamento da população a respeito disso, pais que assinam a ordem de fragmentação do próprio filho, o governo que trata pessoas com um bem material, o preconceito que o resto da população tem com as pessoas que foram selecionadas para a fragmentação e etc. É tudo muito tenso, triste, e humano.

O desenrolar da trama é sensacional. O final é de tirar o fôlego, eu fui pego totalmente de surpresa com o que aconteceu e fiquei completamente doido para ler o restante da série! Eu gosto de definir Fragmentados coma a distopia diferente de tudo que você já viu. É fantasticamente doentia essa história. Se você curte distopias, esse definitivamente é um livro para você.

Eu fiz uma resenha em vídeo no meu canal do youtube! Caso você tenha interesse em assistir. :D





Bom gente, por hoje é isso.
Forte abraço, e até a próxima!


19 comentários :

  1. É tanta resenha, é tanto elogio que é impossível não acabar tendo Fragmentados na minha lista de desejados - que só falta criar vida e me engolir de tão grande.
    A proposta dessa distopia é incrível e o autor parece ter conseguido criar um livro incrível e viciante. Gosto de livros que demonstram, mesmo em uma sociedade futura e fictícia (que as vezes acho que pode ser real um dia, infelizmente), a natureza do ser humano, não só a parte ruim, mas as outras demais. É difícil ler obras do tipo e não refletir sobre nossa sociedade e seus problemas.
    A narrativa dividida entre os três personagens é muito interessante, pois não ficamos limitados a visão de apenas um deles e havendo plots secundários, ela se torna não apenas agradável como necessária.
    Estou muito ansiosa para iniciar a leitura, e ver o quanto Fragmentados pode me chocar. Apenas tenho o palpite que quando começar, não vou conseguir parar cedo. Espero que o autor se supere nos próximos volumes da série.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Gabriel,nossa,jovens rejeitados e perseguidos para terem seus corpos fragmentados.Esse livro parece aquelas distopias que pegamos e só largamos depois que chegamos ao final.Quero muito acompanhar a trajetória de Connor ,Risa e Levi e ver se eles conseguem driblar os radares até completarem 18 anos,já que essa é a idade que é garantido manter-se vivos ,ou seja não serem mais fragmentados.Que bom que achou os personagens fantásticos.Que bom que Levi acaba enxergando que não é um dízimo sua morte fragmentada ,nem tampouco vontade de Deus.Que bom que o final lhe surpreendeu. Bjs!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Gabriel! Fragmentados é um livro que entrou para a minha lista de desejados após ver vários blogueiros comentando sobre ele. Depois disso, o livro não parava de subir - na parada do sucesso, haha -. Então, fui me intrigando e tentando saber mais sobre a história, até certo dia que peguei um spoiler, sorte que era peixe pequeno. Enfim, este processo de fragmentação entre os jovens e o governo são o foco do livro, e o meu foco também, para saber mais sobre o processo e o porquê de toda essa "chacina". Quero muito ler!

    ResponderExcluir
  4. Oie! Este foi o livro que mais me interessou na época do lançamento da NC. Estou agora acompanhando as resenhas dele e ficando cada dia mais satisfeita com o que tenho visto.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  5. Oi Gabriel! Não tinha lido nada sobre esse livro, talvez por ele ter sido lançado esse ano. Mas eu não gostei da história =/ Pessoas divididas em pedaços?! Esse livro não me agradou nem um pouquinho!

    ResponderExcluir
  6. A premissa do livro é bem interessante e dá para analisar diversos problemas atuais, como o do aborto e, até mesmo, da educação. Além disso, adoro quando livros mostram esse lado mais terrível do humanidade. Isso, sem dúvidas, sempre gera boas reflexões.
    Vou querer ler a obra.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro. Serão seis livros para três vencedores.

    ResponderExcluir
  7. Oi Gabriel! Já vi muita gente falando do livro, que era sim uma das melhores distopias e fiquei louca para ler, porque me interesso muito por esse tipo de gênero. Esse parece ser um livro muito forte mas que ao mesmo tempo vale muito a pena. Além do autor colocar em pauta assuntos que dão uma boa reflexão. O cara manda muito bem!
    Super curiosa agora!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Já muitas resenhas desse livro e até agora as que tenho visto só fazem elogia ao livro e eu estou doida pra ler, finalmente a novo conceito acertou no lançamento de algum livro kkk Acho que a história tem muito a oferecer e que se o escritor continuar assim ele poderá se tornar ainda mais conhecido ^^ Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  9. Fragmentados é um dos livros que mais quero, to ensaiando comprar faz tempo, mas ele nao abaixa o preço e to esperando o Black Friday, haha
    O enredo me ganhou logo que li, a historia de cada um dos protagonista me deixou mto curiosa para saber os rumos que iam tomar e se iam ser mesmo fragmentados.
    Eu com certeza tb ia querer fugir da fragmentação, achei mto tenso tudo isso.
    Eu quero mto ler e me deixou bem curiosa qdo vc falou que o autor conseguiur passar todo o horror que existe dentro do ser humano nesse livro.
    Levi foi o personagem que mais me deixou chocada!
    Preciso ler logooooo!
    Beijos.
    https://meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Eu sou fã desse livro, fui achando que seria só mais um distopia e me apaixonei pela historia, pelo mundo que Neal Shusterman criou é por seus personagens, na época que li nem tinha ouvido falar nada sobre ele, tinha acabado de ser lançado pela NC, então fui bem crua mesmo e a como eu queria que todos os livros fossem tão emocionante assim.

    Coisas de Mineira

    ResponderExcluir
  11. Olá Gabriel ! Fragmentados eu nunca ouvir falar sobre, mas seguindo essa sinopse está parecendo o finalzinho do livro a outra vida que os jovens querem enfrentar o governo, mas neste caso estes três jovens querem lutar para vencer o sistema, a partir dessa sinopse irei comprar o mais rápido que eu poder este livro ! Bjs e obrigado.

    ResponderExcluir
  12. Já li muita coisa positiva sobre este livro,quero muito ler mais fico com receio da editora não lançar a continuação,como A Outra vida gostei muito mais nem sinal se vai ter continuação por aqui por isso estou com medo de ler,gostar e ficar frustrada.
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Estou louca para ler esse livro! Amo distopias e o mundo que o autor cria nesse livro parece ser bem incrível e muito diferente. Estou bem curiosa para saber o que vai acontecer com esses três jovens.

    ResponderExcluir
  14. Oie! Tudo bem!?

    Vim comentar porque também AMEEEI este livro. Amei forte. Distopias não são meus livros preferidos, o gênero me agrada mas está longe de ser o favorito. E ultimamente li muita coisa clichê dentro das distopias, afinal, estão surgindo infinitas!
    Mas Fragmentados me surpreeendeu totalmente! A história, o cenário, a escrita dele, também achei o desfecho sensacional, todo esse pacote nos conquista né? Foi uma ótima leitura deste ano! Espero muito os próximos livros, que serão focados neste mesmo mundo.

    Beijos!
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Me identifiquei logo de cara com a sua resenha, vejo varios blogs falando sobre esse livro e estou enlouquecida para ler, mas só poderei compra-lo no mes que vem, fico muito feliz que tenha gostado, e espero gostar tanto quanto voce. Não encontrei nenhuma resenha negativa desse livro.

    ResponderExcluir
  16. Oi Gabriel!
    Há um tempo atrás tava todo mundo falando horrores desse livro, como você disso, não há leitor que resista, hahaha, entrou na hora na minha lista de desejados, ainda não tive a oportunidade de ler, mais com sua resenha a expectativa só aumentou. O livro tem uma premissa incrível, nada parecido com o que eu costumo ler, e acho que foi exatamente isso que chamou a minha atenção, pelo que leio o autor conseguiu executar a sua idéia com perfeição, to muito anciosa por essa leitura, ótima resenha, bjos.

    ResponderExcluir
  17. Desde que vi um book trailer de Fragmentados fiquei desesperada para ter o livro, mas ainda não consegui comprar ele, mas está em minha lista de futuras compras de livros.
    Sua resenha está muito boa e realmente acredito que a história seja fantástica, não quero criar muitas expectativas em relação ao livro, mas acredito que irei gostar muito da história.

    ResponderExcluir
  18. Esse livro não me deu curiosidade, seria um dos poucos que não leria, mesmo a resenha estando bem escrita.

    ResponderExcluir
  19. Esse livro tem cara que leva o leitor as alturas, torcendo para que os três completem 18 anos rápido. Gostei do livro sem dúvida leria.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Seguidores G+

Siga-nos no Networked