Resenha #275 - O Resgate do Tigre - Colleen Houck - Editora Arqueiro



Título: A Viagem do Tigre
Série: Tigre# 3
Autor(a): Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Páginas: 494
ISBN: 978-85-8041-113-3
Ano: 2011



Sinopse: Em sua terceira busca, a jovem Kelsey Hayes e seus tigres precisam vencer desafios incríveis propostos por cinco dragóes míticos. O elemento comum é a água, e o cenário de mar aberto obriga Kelsey a enfrentar seus piores temores.
Dessa vez, sua missão é encontrar o Colar de Pérolas Negras de Durga e tentar libertar seu amado Ren tanto da maldição do tigre quanto de sua repentina amnésia. No entanto o irmão dele, Kishan, tem outros planos, e os dois competem por sua afeição, além de afastarem aqueles que planejam frustar seus objetivos.

"- Aquela ali é Vega e a que está a lado é Altair. A versão chinesa da história conta que Vega e Altair eram amantes separados pelo Rei do Céu. Ele criou um rio enorme, a Via Láctea, para apartá-los. Mas Vega chorou tanto por seu amado que o Rei do Céu ficou com pena dos dois que permitiu que ficassem juntos uma vez por ano."

Como sempre a mitologia da história me encanta!

Em O Resgate do Tigre, levei um tremendo de um choque ao terminar o livro com um Ren com amnésia... ou melhor com um Ren que não se lembra da Kelsey. Por um momento eu fiquei bastante triste - que durou pouquíssimo tempo -, mas depois vi que foi bem feito para a Kelsey e quem sabe agora com essa ameaça de perder o gostoso do Ren, ela pare de graça e assuma de vez seu amor por ele.

Determinada a ajudar Ren a recuperar a memória, Kelsey, Kishan e Ren partem atrás do terceiro presente da deusa Durga. Dessa vez eles precisarão embarcar no iate da família Rajaram pois o elemento da vez é a água e assim como a Kelsey eu já fiquei bastante tensa, pois mar e eu não somos muito amigos.

O início do livro nos traz um Ren com amnésia de Kelsey, uma Kelsey chorona pelo Ren ter esquecido dela e um Kishan bolando planos mirabolantes para roubar a namorada do irmão. Mas mesmo assim esse é aquele tipo de livro que a gente simplesmente não consegue largar.

Uma das cenas que eu amei ler nesse terceiro volume foi a respeito de uma tradição que os Indianos fazem no Festival das Estrelas que é o referente ao dia dos namorados deles. Escrever desejos em um papel e amarrar na árvore. Eu fiz isso em São Paulo em 2013 quando passei meu aniversário lá. Tinha umas árvores com vários papeizinhos nos quais as pessoas colocavam seus desejos e eu coloquei o meu!

Esse é o meu livro favorito da saga, foi o livro que eu mais senti emoções diferenciadas. Em uma hora eu estava louca de raiva da Kelsey (ok, isso aconteceu durante o livro inteiro), na outra eu queria afogar o Kishan na piscina do iate e então algo acontecia  eu me pegava pensando: "não é que esse safadinho é fofo?", mas então vinha o Ren com toda aquela gostosura e eu pensava: "Aiaiaiai Ren", mas aí ele fazia algo e então eu pensava "aiaiaiai, Ren, não faça isso!". Deu para entender não é?

Mas Ro, se é o seu favorito porque 3 estrelas?

Simples. Se tem uma coisa que destrói qualquer boa história é uma protagonista que não consegue se decidir. Que uma hora jura amor eterno à um personagem e na outra, por um erro ou por uma situação difícil, escolhe o caminho mais fácil e enquanto internamente ela sabe que ama o outro, por fora finge amar o errado. Isso me irrita.

Eu sabia que pelo Kishan ter se declarado para a Kelsey em O Resgate do Tigre, que teria mais desse triângulo amoroso, mas eu não esperava que tomasse o rumo que tomou em A Viagem do Tigre.

Mas, tudo isso foi esquecido devido as belíssimas cenas de aventura e ação. De toda a trama da saga, essa foi a mais horripilante, a mais difícil e com certeza a mais aterrorizante de todas.
Houve cenas que não consegui passar, cenas que me deixaram claustrofóbica e agoniada. E quando eu achei que a pior parte havia passado, Colleen consegue me fazer - quase - ir dormir com meu pai ao introduzir o único animal no mundo que tenho fobia. Digamos apenas que Colleen Houck conseguiu me afastar por tempo indeterminado do mar.

"- Isso é impossível. Nunca vi nada deste tamanho no especial de TV  Semana do tubarão."
Fiquei arrebatada com todos os acontecimentos, com revelações pra lá de surpreendentes e pelas cenas envolvendo batalhas.

Colleen nos envolve com sua maravilhosa escrita e com essa trama que é a história mais original que já li!

Esse foi o motivo de eu ter fechado meus olhos para o drama adolescente e ter ficado fascinada com o livro e quase enlouquecer com o quarto.

A saga do Tigre sempre será minha recomendação quando o assunto é aventura, ação, romance e drama.

"Arrepender-se é se decepcionar consigo mesma e com suas escolhas. Os sábios veem a vida como um caminho de pedras que cruza um grande rio. Todo mundo deixa passar uma pedra de vez em quando. Ninguém é capaz de atravessar o rio sem se molhar. Pág. 172"

2 comentários :

  1. A Saga do Tigre me chama bastante atenção se tratando da mitologia, mas os comentários sobre a protagonista me desanimam completamente e não consigo me ver suportando uma garota assim por mais de três livros. Por isso odeio triângulos amorosos, eles sempre me irritam. Pode ser bastante drástico da minha parte não querer começar essa saga por conta da personagem, mas é que eu sei que as chances de me irritar muito são enormes.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Amei quando li mas uma coisa me dava nojo nesses livros muitas vezes: a menina!
    Argh...tinha cenas em que eu queria entrar no livro, estrangular a garota e gritar para os irmãos "pronto! Achem alguém melhor pra vocês!" xD
    Mas é muito bom, gosto da trama e como foi feita e vale a pena né?!
    Kishan sempre foi o que mais gostei e sinceramente se deu bem no fim dessa saga, porque....bem, só lendo pra saber =P

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Seguidores G+

Siga-nos no Networked