Resenha #278 - A Queda dos Anjos - Fim dos Dias - Susan Ee - Verus Editora


Título: A Queda dos Anjos
Série: Fim dos Dias - Livro 01
Autor(a): Susan Ee
Editora: Verus
Páginas: 279
ISBN: 9788576863786
Ano: 2016


Onde Comprar: Amazon.com

*Livro recebido em parceria com a Editora
Sinopse: Quando o mundo que conhecemos está prestes a ser arrasado, é preciso apostar tudo na redenção
Os anjos do apocalipse chegaram — e vieram para aterrorizar a humanidade e acabar com o mundo moderno. Gangues de rua tomam conta do dia, enquanto o medo e a superstição dominam a noite. Quando anjos guerreiros sequestram uma menininha indefesa, sua irmã mais velha, Penryn, fará o que for preciso para salvá-la. Até mesmo um acordo com um anjo inimigo. Raffe é um guerreiro caído, que perdeu as asas. Depois de eras lutando suas próprias batalhas, ele é resgatado de uma situação desesperadora pela jovem Penryn, que concorda em ajudá-lo — desde que ele mostre a ela como encontrar sua irmã. Viajando por um mundo sombrio e perigoso, eles podem contar apenas um com o outro para sobreviver. Juntos, vão em direção à fortaleza dos anjos em San Francisco, onde Penryn arriscará tudo para resgatar sua irmã, e Raffe se colocará à mercê de seus piores inimigos pela chance de voltar a ser inteiro.

Queda dos Anjos - Fim dos Dias da autora Susan Ee é sobre anjos, assunto que há tempos desisti, andava lendo muita coisa parecida; mas a autora conseguiu me fisgar de cara! Temos alguns clichés inevitáveis como anjos caídos, mas não é só isso. Existe uma guerra entre Anjos que deveriam ser bons, mas são temíveis até o último fio de cabelo. Apenas Gabriel recebe/recebia as ordens de Deus repassando-as aos demais anjos, que independente do que pensam a respeito, cumprem piamente. E parece que a ordem da vez é dizimar a população. 

"IRONICAMENTE, DESDE OS ATAQUES, o pôr do sol tem sido magnífico. Pela janela do nosso apartamento, o céu flameja em tons vívidos de laranja, vermelho e roxo, como maga amassada. As nuvens se inflamam com as cores do crepúsculo, e chego a temer que nós, uma vez surpreendidas aqui embaixo, também acabemos pegando fogo." Página.5

Penryn é uma jovem que sempre viveu uma vida meio diferente, sua mãe sempre foi meio louca e inclusive de alguma forma sua irmã acabou em uma cadeira de rodas sob os cuidados da mesma. A mãe de Penryn sempre acreditou ver demônios, em suas orações falava línguas estranhas e fez suas filhas passarem por muitas situações que acabaram obrigando Penryn a ser forte e cuidar da mãe e da irmã ao invés de ser cuidada, uma vez que seu pai fora embora.

"... No entanto, a única coisa que realmente me convence de que o apocalipse chegou são os smartphones esmigalhados aos meus pés. Nada menos que o fim do mundo faria nossos amantes de tecnologia ecologicamente conscientes jogarem seus últimos apetrechos eletrônicos na rua. É praticamente um sacrilégio, mesmo que agora não passem de peso morto." Página.9

Desde que o mundo foi invadido por anjos cruéis Penryn faz o possível para manter sua família segura. Porém, ao saírem do local onde estão são surpreendidas por anjos lutando entre si. Um deles tem suas asas cortadas e Penryn acaba se separando de sua mãe e irmã. Na batalha entre os anjos, sua irmã acaba sendo levada da cadeira de rodas por um deles, ela se vê ajudando o anjo de asas cortadas e um novo mundo se abre diante dela com ainda mais perguntas do que já tinha antes de ver anjos cara a cara e se meter no meio de uma “briga interna”. Mesmo que com seus motivos próprios – obter alguma vantagem é a maneira de ir atrás de sua irmã. Mas claro, nem tudo é preto e branco como parece e Penryn percebe que os anjos não são tão demoníacos como parecem; pelo menos não Raffe. Mas ele tem seus mistérios, seu ego e seu jeitão.

"... sei que ele pensa que Paige nunca mais vai ver aquela cadeira de rodas outra vez.
Ele que vá para o inferno." Página.52

Concluindo:
Há uma “briga política” interna; há crianças sendo raptadas e sendo transformadas em algo sinistro - uma arma letal. Nem todos os anjos são “demoníacos” (talvez a maioria); um deles em uma luta com seus iguais, perdeu suas asas, e acabou sendo “salvo” mesmo que por interesse por um “macaco”, ou seja, uma humana (Penryn). Raffe é muito diferente dos anjos que vi no livro, claro que tem um ego enorme, se acha o tal, mas pasmem. Ele duvida de Deus. Como disse a própria Penryn (nossa protagonista) como um ser divino dúvida de Deus? E a resposta foi ainda melhor.

"Ótimo. O mundo acabou, minha mãe está lá fora com as gangues, mais louca do que nunca, minha irmã foi sequestrada por anjos vingativos, e eu estou preocupada que meu cabelo esteja oleoso e meu hálito ruim."
Página.64

Penryn apesar da pouca idade é bastante madura e principalmente, forte, leal. E mesmo que sinta medo, “engole o choro” e parte para dentro. Seu objetivo é salvar a sua irmã, no começo ela pensa que a qualquer custo, mas ela possui um senso de lealdade único, uma força e postura inigualável para um “macaco” (humano) em um mundo pós-apocalíptico. Penryn é fodona! Eu teria me escondido nas colinas diante várias situações. Afinal, mesmo que ela seja muito bem treinada em diversas lutas (cortesia da loucura e obsessão de sua mãe) ela é apenas uma humana diante seres com poderes que sequer ela conhece 100%.

"- Um grupo de anjos chamados vigias estava sobre a Terra para observar os humanos. Ao longo do tempo, eles se sentiram solitários e escolheram esposas humanas, sabendo que não deveriam. Os filhos foram chamados nefilins. E eram aberrações. Alimentavam-se de humanos, bebiam sangue e aterrorizavam a Terra. Por tudo isso, os vigias foram condenados ao abismo até o dia do Juízo Final." Página.155

Todos sabem que humanos e anjos não podem ficar juntos, tem a coisa da criação dos nefilins, castigos e etc. Mas está rolando um climão entre Raffe e Penryn o que será que vem a seguir? Muito, muito curiosa!

"Já beijei garotos antes. Ás vezes fica estranho depois, nunca desse jeito. Sempre achei o beijo gostoso e agradável, como sentir o aroma de rosas ou dar risadas num dia de verão. O que acabei de vivenciar com Raffe foi outra história. Foi uma fusão nuclear de amolecer os joelhos, revirar o estômago e formigar as veias, se comparado a outros beijos que já dei." Página.182

Raffe/Rafael é lindo, debochado, irônico, gostoso (ui, ui) e aos poucos percebemos que é leal, destemido, zeloso e tantas outras coisas. Ele não é perfeito não! Muitas vezes fiquei em cima do muro com as atitudes dele, mas cai no colo dele e não quero mais sair de lá! Rsrs

"- Aqui, te mostro como usar. Me deixa dar uma olhada no seu pé.
- Esse é um pedido muito íntimo no mundo dos anjos. Geralmente é preciso um jantar, um vinho e uma conversa estimulante para eu te mostrar os meus pés.
Isso exige uma resposta espirituosa.
- E daí? - respondo.
Tudo bem, eu não vou receber o Troféu Mulher Espirituosa do Ano." Página.54

O humor e sarcasmo presente nos personagens principais faz toda a diferença na construção da história. Eu li esse livro muito rápido e só largava ele por ter tarefas normais de "humanos" para realizar, do contrário não teria soltado uma única vez sequer!

"- Raffe soa parecido com raw feet. Em inglês significa "pés em carne viva". Coincidência? - O comentário provoca um sorriso no anjo.
Quando ele sorri, parece alguém que a gente gostaria de conhecer. Um cara com uma beleza de outro mundo, com quem uma garota sonharia." Página. 55

Existe uma resistência que pretende não meter galho dentro e encarar os anjos de frente, lutando pela terra! Obi é um humano da resistência (oficial/responsável) que também promete fazer as mocinhas suspirarem e muito.

"O BRILHO NO CÉU É UMA MISTURA de vermelho e preto. A Luz ferida projeta um brilho surreal sobre a cidade carbonizada. Os soldados pararam de atirar, embora continuem a vigiar o céu, como se esperassem ver um exército de demônios prestes a nos atacar."Página.275

O final de Queda dos Anjos foi intenso e com muitas perguntas em aberto e mistérios a ser revelados no próximo volume. Tem muitas coisas semelhantes a outras histórias sim, afinal o tema é batido, mas Susan Ee transformou Queda dos Anjos em algo novo, único e inimaginável! É adrenalina pura, tensão à flor da pele e difícil de largar!

"Nunca matei ninguém antes. O que me assusta não é matar. O que me assusta é a facilidade com que faço isso." Página.246

 

15 comentários :

  1. Me identifiquei, peguei esse livro para ler sem nenhum interesse, porque pensei que seria a mesma coisa de sempre, mas me surpreendi ! o livro é otimo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria Fernanda, como vai?
      Eu estou fascinada por esse livro!

      Excluir
  2. Oi Karine,
    Eu tenho o e-book desse livro faz um bom tempo, antes mesmo de a editora anunciar que iria publicar a trilogia. Mas até hoje ainda não li. O chamou minha atenção para a trilogia foi o fato de ter anjos como ponto de partida, isso de dizimar a população e da protagonista se unir a um deles em uma jornada. Achei divertida sua resenha, eu não li outros livros do gênero, então provavelmente irei gostar desse. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caroline, estou louca para ler a continuação.
      Se tiver tradução por aí e puder enviar, vou amar!

      Excluir
  3. Admito que romances sobrenaturais não costumam me atrair, ainda mais envolvendo anjos, porque somente por sinopses e resenhas os livros me soam muito semelhantes, e agora fiquei pasma com a sua resenha desse livro. Não é que acabei ficando interessada? O livro pode ter seus clichés do gênero, mas possui elementos bem curiosos e o senso de humor dos personagens é sem dúvida um atrativo, além da protagonista que não parece ser do tipo que me irritaria, apesar da situação crítica que ela está vivendo.
    Sua resenha está ótima, acho que darei uma chance ao livro.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como vai Karina?
      Eu gostei tanto deste livro!
      Que bom que minha resenha te animou, quando gostamos de um livro, a intenção é compartilhar a história e até ter com quem conversar a respeito. Se vier a ler o livro, adoraria saber sua opinião!
      Beijos.

      www.mixliterario.com
      karinicouto@yahoo.com.br

      Excluir
  4. Oi!
    Quero muito ler esse livro, depois de ler vários livros de anjos, acabei dando uma pausa nesse tema, mas lendo a resenha desse livro gostei bastante da historia que parece bem diferente ainda mais com essa mistura de anjo e pós-apocalíptico e gostei da Penryn que pareceu personagem forte e determinada !!

    ResponderExcluir
  5. Oi Karini,
    Anjos é um tema que acho que não vou me cansar tão cedo, embora tenha tdo uma relação de amor e ódio com Fallen haha. Achei interessante E diferente de tudo que já li, nunca imaginei uma "guerra política" entre anjos, ainda mais transformando crianças em monstros, então fiquei interessada nessa combinação. Agora estou aqui imaginando o Raffe O.o, quero esse livro.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  6. Mana, eu lo esse livro assim que ouvi um pequeno borburinho que ele valia a pena, a muito tempo eu tinha desistido do gênero anjos caidos devido a ver quase a mesma coisa em todos os gêneros, mas graças a Deus essa escritora soube muito bem como desenvolver o enredo. Eu estou louco pra ler o segundo e saber o que vão acontecer e espero logo que a editora publique.

    ResponderExcluir
  7. Fiquei muito curiosa pra ler esse livro. Realmente, livros de anjos possuem os seus clichês, mas pelo visto esse parece ter algo inovador. Adorei saber que a pratagonista é forte e madura, e não cheia de mimimi. Já quero!!!

    ResponderExcluir
  8. Eu tô apaixonada nesse livro, louca para ler! Li tantas resenhas positivas, como a sua, aposto que não vou me decepcionar. Anjos sempre foi meu ponto fraco, ainda mais em meio a um apocalipse.. Linda a capa, já está nos meus desejados.

    ResponderExcluir
  9. Quando vi achei o assunto meio batido, já tinha lido muitos que não foram lá essas coisas. Esse parece legal pela resenha, uma história de anjos que vale a pena ler, dar uma nova chance ao tema. Gostei, achei a abordagem dela interessante e e é outra boa resenha dele que vejo, então já me animei pra ler. Parece ser difícil de largar e uma história que prende e faz ansiar por mais, gostei.

    ResponderExcluir
  10. A resenha do livro me deixou bastante interessada. Nunca li alguma história que possui anjos e creio que irei gostar de uma leitura mais diferenciada, como essa.
    Também gostei de saber que Penryn é uma personagem forte e que enfrenta qualquer coisa para salvar sua irmã. Espero ter a oportunidade de ler A queda dos anjos, tenho certeza que há muita ação ao longo da história.

    ResponderExcluir
  11. Ainda não tinha visto nada sobre esse livro e confesso que o tema não é dos meus favoritos, mas gostei desse por conta da variedade de detalhes e dos quotes, que são ótimos. Espero que não seja uma série gigantesca, porque estou fugindo delas, mas fiquei muito animada para fazer essa leitura!

    ResponderExcluir
  12. Sinceramente, não gosto muito de livros relacionados a anjos, ja tentei ler, mas não me agradou. A resenha disse tudo e para quem gosta, ja deixou a curiosidade para o próximo volume, que achei bem legal a interrogação que fica.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Seguidores G+

Siga-nos no Networked