Resenha #316 - A Garota do Calendário: Fevereiro - Audrey Carlan - Verus Editora


Título: A Garota do Calendário: Fevereiro
Autor (a): Audrey Carlan
Editora: Verus
ISBN: 9788576865063
Ano: 2016
Páginas: 118

*Livro cedido pela editora

Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil.
Em fevereiro, Mia vai passar o mês em Seattle com Alec Dubois, um excêntrico artista francês. No papel de musa, ela vai embarcar em uma jornada de descobertas sexuais e lições sobre o amor e a vida que permanecerão com ela para sempre.

E chegamos em Fevereiro, mês dos namorados nos Estados Unidos, e, novamente a história de Mia não me conquistou.

Pra ser sincera fiquei frustrada por não ter gostado desse livro, mas posso dizer que mesmo não tendo gostado, ele me trouxe um "aprendizado", digamos assim.

Em Fevereiro, o cliente de Mia é o artista francês Alec Dubois, um homem - claro, já me toquei que todos serão lindos de morrer - lindo, talentoso e workholic.

Agora, em Seattle, Mia vai ter que posar nua para Alec, para seu novo projeto de arte. Excêntrico, divertido e sexy, Alec vai mostrar a Mia que existem vários tipos de amor no mundo, mas que o mais importante é o amor por si próprio.

Diferente de Wes, Alec não lhe deu um guarda-roupa cheio de roupas e sapatos de grife - mencionei que a cada cliente ela ganha um guarda-roupa magnifiqué para si de acordo com o gosto dele? Não? Pois é, tô querendo um emprego desse - aqui nesse segundo volume, tudo o que Alec quer, é que Mia fique completamente nua.

É um pouco difícil falar sobre esse segundo volume, porque assim como o primeiro, ele não tem tanta coisa que comentar, mas devo dizer que gostei da forma como Alec borda o amor no livro e diz que existem várias formas de se amar uma pessoa.

Também achei interessante como o francês ensina Mia a se amar, e com isso, temos um pequeno vislumbre do passado de Mia, o que já imaginava que iria acontecer nos próximos livros.

Entretanto, mesmo tendo essa injeção de algo novo, ainda assim, o livro não tem absolutamente nada. Quando digo que não tem absolutamente nada, quero dizer que ele seguiu o mesmo ritmo do primeiro livro, o que me deixou um tanto quanto frustrada.

Novamente,não senti nada pelos personagens, não senti qualquer tipo de sentimento por parte deles, ainda continuo na indiferença com a Mia, mas sou brasileira e não desisto nunca! Então, vamos passar pra Março, galerinha!


3 comentários :

  1. Adorei a resenha, estou louca pra ler essa série, já está na minha lista.

    ResponderExcluir
  2. Quando esses livros começaram a ser lançados fiquei com um pé meio atrás. Será que essa autora vai conseguir história pra 12 meses mesmo? Fica aí a dúvida hahaha
    Beijinhos!
    Livros, Amor e Mais

    ResponderExcluir
  3. Que pena que você não está curtindo... eu acho que vou curtir essa série, justamente por sem direto e sem enrolação.

    Livro pra ler no tédio hahaha

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Seguidores G+

Siga-nos no Networked