Resenha #335 - Magônia - Maria Dahvana Headley - Galera Record

Título: Magônia
Série: Magônia #1
Autor(a): Maria Dahvana Headley
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501105882
Ano: 2016
Páginas: 308

- Livro recebido em parceria com a editora

Sinopse: Aza Ray nasceu com uma estranha doença incurável que faz com que o ato de respirar se torne mais difícil. Aos médicos só resta prescrever medicamentos fortes na esperança de mantê-la viva. Quando Aza vê um misterioso navio no céu, sua família acredita que são alucinações provocadas pelos efeitos do medicamento. Mas ela sabe que não está vendo coisas, escutou alguém chamar seu nome lá de cima, nas nuvens, onde existe uma terra mágica de navios voadores e onde Aza não é mais a frágil garota enferma. Em ''Magônia'', ela não só pode respirar como cantar. Suas canções têm poderes transformadores e, através delas, Aza pode mudar o mundo abaixo das nuvens. Em uma brilhante e sensível estreia no gênero young adult, Maria Dahvana Headley constrói uma fantasia rica em nuances e cheia de simbolismo.

Fala galera! Tudo bom com vocês?

Magônia foi um livro bem falado lá fora e fui acumulando expectativas para a leitura. Teve blurb do Neil Gaiman ( um dos meus autores de fantasia favorito ) e muitos comentários positivos. Mas como todos nós já estamos carecas de saber, expectativa é uma grande bosta. Essa resenha vai ser bem pequena, pois não tenho muitas coisas para falar sobre o livro =/.

Magônia vai contar a história de Aza Ray uma jovem de 16 anos que nasceu com uma doença extremamente rara, tão rara que ela é a primeira pessoa na terra com esses sintomas. Desde pequena Aza sabe que nunca poderia ter uma vida normal, estava sempre fadada a rotina de casa, escola, crise, hospital. Seu convívio social é péssimo, afinal muitas pessoas evitam a "garota doente" na escola. Por conta dos medicamentos prescritos pelos médicos Aza está sujeita a alucinações. Tanto que quando a jovem começa a ver navios entre as nuvens e vozes chamando seu nome, todos acham que é efeito dos remédios, mas Aza não tem tanta certeza disso, afinal o chamado foi tão intenso, que parecia que ela já conhecia aquela voz de algum lugar. Será que Aza está de fato imaginando coisas?

Bom, Magônia é um ótimo exemplo de um livro que tinha tudo para ser maravilhoso e não foi. A história é narrada pelo ponto de vista da Aza e a voz da menina é incrível. Eu consegui me conectar e sentir empatia por ela. Em algum outro momento da história, Jason, o melhor (e único) amigo de Aza tem seu momento de narração e o seu ponto de vista é ainda mais incrível. A autora conseguiu distinguir a voz dos personagens de um jeito perfeito, deixando tudo mais interessante e dando uma visão bem mais ampla dos acontecimentos e dos sentimentos dos personagens. 

A história começou bem, e foi caminhando num ritmo bem lento, mas de um jeito bom, até que os elementos fantásticos foram introduzidos na trama. E foi aí que tudo desandou. Eu não gostei nem um pouco da forma como a autora introduziu toda a "mitologia" que ela criou, até agora estou de fato tentando entender as coisas. É tudo muito confuso e a falta de informação é irritante.

Como é costume de um livro que é narrado em primeira pessoa, nos vamos descobrindo as coisas junto com os protagonistas, e em boa parte dos livros isso funciona, mas nesse aqui não. Tudo que estava relacionado a Magônia ( nome do lugar onde os elementos fantásticos acontecem) foi extremamente frustrante. Aza foi se envolvendo com as coisas lá e eu durante a leitura estava mais perdido do que ela. A autora tentou evitar aquele momento clássico onde a narrativa derrama informação pro leitor e acabou não dando informação nenhuma, ficou tudo muito raso e da metade do livro pra frente eu fui perdendo a vontade de ler o livro, e isso é fundamental para que eu mantenha a leitura até o final.  

Eu comecei a leitura do livro achando que era um standalone mas na verdade esse é o primeiro volume de uma série, e honestamente depois desse livro não sei se tenho muita vontade de continuar, apesar da capa do segundo livro ser muito bonita.

Bom gente, é isso. Não tem muito o que falar, o livro realmente não funcionou pra mim. Mas entendam que essa é a minha opinião, só por que o livro não deu certo comigo, não quer dizer que vocês não vão gostar da leitura.

Por hoje é só, forte abraço! 

3 comentários :

  1. Nossa, eu nem conhecia o livro e quando li a sinopse aqui na resenha achei super interessante mas, com tudo isso que você falou, descobri que deve ser o tipo de livro que eu mais odeio. É bem frustante quando você bota tanta expectativa e o livro acaba sendo agonizante pra lê :/
    Amei a resenha <3

    http://ver-antes-de-morrer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu vi muitos comentários positivos sobre o livro, fora a premissa que é bem chamativa, e por esse motivo me interessei em lê-lo. Uma pena que a história não funcionou para você, expectativas realmente estraga qualquer leitura. Gostei de ter esse ponto diferente da história e quando eu o for ler vou maneirar no entusiasmo, vai que assim eu não me decepcione tanto.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura || Participe do top comentarista e concorra por um livro a sua escolha.

    ResponderExcluir
  3. Não tinha ouvido falar desse livro ainda,mais parece ser muito bom,adorei a resenha.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Seguidores G+

Siga-nos no Networked