Resenha #336 - A Garota do Calendário: Março - Audrey Carlan - Verus Editora



Título: A Garota do Calendário: Março
Autor (a): Audrey Carlan
Editora: Verus
ISBN: 9788576865186
Ano: 2016
Páginas: 119

* Livro recebido em parceria com a editora.

Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A Missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser: Dinheiro fácil.
Parte do plano é manter o coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos é assim que deveria ser...
Mia vai passar o mês de março em Chicago com o empresário Anthony Fasano, que a contata para fingir ser sua noiva. A Princípio Mia não entende por que um homem tão lindo e másculo precisa de uma noiva de mentira, mas ela está prestes a descobrir...



E as águas de Março chegaram em A Garota do Calendário.

Nesse mês, Mia vai ser mandada para Chicago, a cidade dos ventos, para o empresário Anthony Fasano, que a contrata para ela fingir ser a noiva dele. O que é meio estranho, já que Anthony é um espécime e tanto do sexo masculino, bonito, charmoso, inteligente, bem-sucedido. O que faz Mia se perguntar por que ele precisa de uma noiva de mentira... Até que ela descobre o por que.

Confesso, achei legal o motivo do Anthony escolher a Mia como "noiva", o motivo foi bastante legal e diferente dos outros livros, o que me animou a princípio, mas quando vi que o livro pegou o mesmo rumo de Fevereiro e Janeiro - sexo primeiro, história depois - eu fui me desanimando de novo.

Embora esse terceiro volume a gente se envolva mais na história do Anthony que na da Mia em si - graças a Deus! - ele ainda não me arrebatou. Na verdade, a Mia começou a me incomodar de verdade.

Ela mudou bastante desde o primeiro livro e não uma mudança que a gente veja como amadurecimento ou "aprendendo com a vida", não foi essa mudança que eu vi e que, na verdade, eu esperava.

Mia, nesse terceiro livro, parece estar começando a mostrar quem realmente ela é, uma personagem completamente diferente do que vi lá em Janeiro e devo dizer que não é uma natureza que me agrade.

Seu jeito obsessivo de sempre olhar pros homens com um tom sexual e faminto é irritante, parece que ela não consegue olhar pra homem nenhum sem pensar em ir pra cama com ele, e Deus, como isso é irritante!

Não vou bancar a Santa Samaritana e dizer que não olho pra um homem bonito e não penso: "Uau! que homem gostoso! Que homem lindo!", penso como todo mundo, mas acaba aí. Já a Mia tem a necessidade de praticamente ter um orgasmo a cada vez que vê um homem bonito e gostoso, tedioso e repetitivo, devo dizer.

O Mês de Março tem um toque diferente, graças a Anthony, dos outros livros. Pra quem acompanha a série e quer saber se deve ler esse livro, eu digo: Leia, mas não vá com grandes expectativas.

Um comentário :

  1. Essa série está muito falada,quero pra já eles,pois só tenho o primeiro.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Seguidores G+

Siga-nos no Networked