Resenha #369 - Cinder - Marissa Meyer - Rocco


Título: Cinder
Série #Crônicas Lunares
Autor (a): Marissa Meyer
Editora: Rocco Jovens Leitores
ISBN: 9788579801525
Ano: 2013
Páginas: 448


Onde comprar

Sinopse: Num mundo dividido entre humanos e ciborgues, Cinder é uma cidadã de segunda classe. Com um passado misterioso, esta princesa criada como gata borralheira vive humilhada pela sua madrasta e é considerada culpada pela doença de sua meia-irmã. Mas quando seu caminho se cruza com o do charmoso príncipe Kai, ela acaba se vendo no meio de uma batalha intergaláctica, e de um romance proibido, neste misto de conto de fadas com ficção distópica. Primeiro volume da série Crônicas Lunares, Cinder une elementos clássicos e ação eletrizante, num universo futurístico primorosamente construído.
"Enquanto a suas irmãs foram dados lindos vestidos e sandálias finas, Cinderella tinha apenas um avental sujo e sapatos de madeira."

A resenha de hoje é do primeiro livro que li em 2017, Cinder de Marissa Meyer. É o primeiro livro da série Crônicas Lunares e foi lançado aqui no Brasil em 2013 pela editora Rocco. Já faz um tempinho que Cinder esta na fila dos livros que eu gostaria de ler, porém sempre postergava.

Comecei a leitura sabendo o básico sobre a história, a série Crônicas Lunares é uma versão de alguns contos de fadas, porém ambientados no futuro. Já pelas capas conseguimos identificar o conto de fadas que se refere cada livro da série, que é composta por seis livros, sendo que dois são livros extras que ainda não tiveram tradução para o português. 

Como os quatro livros principais da série já foram traduzidos para o português, minha intenção é concluir a leitura o mais breve possível. Pelo simples fato de ter gostado muito de Cinder, não somente do livro, mas dos personagens e da ambientação. Scarlet é minha leitura atual e fiquei bem feliz em saber que a história de Cinder continua no segundo livro, porém mais uma personagem é introduzida na trama, então acredito que de alguma forma a história das quatro personagens vão se cruzar em algum momento.


Cinder é um reconto de Cinderella em uma sociedade futurística habitada por terráqueos, lunares, ciborgues e androides, para quem assistiu Robocop é algo mais fácil de imaginar, um ciborgue é basicamente um humano que foi salvo da morte graças à substituição de partes do corpo por peças mecânicas. E Cinder, nossa protagonista, é uma ciborgue, isso não é spoiler, logo no primeiro paragrafo do livro o leitor já descobre.

Após a Quarta Guerra Mundial culturas inteiras foram devastadas e cidades reduzidas a escombros, recursos naturais foram destruídos por meio de guerras nucleares e químicas, a ordem mundial como conhecemos hoje não existe mais. Foi criado algo parecido com blocos, e a Ásia praticamente se tornou uma coisa única, a Comunidade das Nações Orientais. Cinder se passa em Nova Pequim, uma região governada por um imperador e que faz parte da Comunidade das Nações Orientais e que está sobre ameaça de uma guerra com os lunares.

Os terráqueos há muito tempo colonizaram a Lua, e não se sabe bem o motivo, mas algum tempo depois esses lunares começaram a apresentar alguns dons especiais. E hoje a relação entre os terráqueos e os lunares está abalada. E cabe ao imperador mediar os acordos entre os terráqueos e a rainha dos lunares, Levana.

Cinder é mecânica em Nova Pequim, na realidade ela é considerada a melhor mecânica da cidade, porém por ser uma ciborgue, ela é rejeitada.  Um ciborgue não é considerado um cidadão e por este motivo precisa de um tutor. Eles são considerados perigosos. E mesmo que soe um pouco preconceituoso, deve realmente ser difícil entender com uma pessoa pode ter uma interface conectada com a internet dentro do cérebro e mesmo assim possuir sentimentos.

Apesar de Cinder morar em Nova Pequim, ela fora adotada na Europa, e não tem nenhuma recordação ou lembrança de sua vida antes de ser adotada. Eu padrasto morreu ao contrair letmuose, doença que assola a humanidade, na viagem que fez para adota-la. 
Ela vive com a madrasta e duas meias-irmãs, e trabalha no mercado de Nova Pequin para manter a família. Sim, como em Cinderella nossa protagonista é maltratada pela madrasta. É no mercado que Cinder conhece o príncipe Kai.

Kai é o príncipe herdeiro do trono da Comunidade das Nações Orientais, e conhece Cinder ao levar seu androide para um conserto. Chamoso, atencioso, simples, Kai se encanta por Cinder o trata-lo como uma pessoa normal e não ficar deslumbrada por ele ser quem é.

A conexão entre os dois é evidente, porém Kai sabe suas responsabilidades como herdeiro do trono, e acima de tudo pelo bem da Comunidade. Mesmo assim, o leitor irá torcer para que o casal aconteça.

Apesar de a série possuir todo esse contexto futurístico, e trazer elementos típicos de livros de ficção cientifica, esse não é o foco principal da história, todos conhecemos bem os contos de fadas e Cinder não fugirá das premissas do conto original, mesmo que a autora tenha encontrado uma forma inovadora de recontar esse clássico, nada muito surpreendente acontece.

Cinder é o típico livro para entretenimento, é uma história leve, divertida, com personagens cativantes, que farão os leitores suspirar e ainda é recomendado para tirar qualquer leitor de uma ressaca literária. A trama foca nos relacionamentos e como os personagens irão lidar com as descobertas e suas responsabilidades.

O que mais me encantou nesse livro foi a construção de personagens femininas fortes, únicas, verdadeiras, e quando falo isso, não estou falando apenas de Cinder, algumas personagens secundárias apresentam personalidades incríveis, me diverti horrores com a Iko, uma androide maluquinha e muito amiga de Cinder.

A narrativa de Marissa Meyer é outro ponto positivo do livro, é envolvente, não tem muito enrolação, a autora descreve os personagens e a própria ambientação de maneira sucinta e objetiva. Se eu pudesse mudar algo na história, seria somente prolongar um pouco mais o "mistério", praticamente já sabia da grande revelação final desde os primeiros capítulos do livro, mas isso não desabonou o quanto eu gostei da leitura.

Assim que eu concluir a leitura de Scarlet, que é o reconto de Chapeuzinho Vermelho eu trago a resenha aqui para vocês. E caso estejam procurando um livro para sair de uma ressaca, deem uma chance para Cinder, vale a pena.

"Ela estava contente que lágrimas não revelariam sua humilhação. Contente que nenhum sangue em seu rosto revelaria sua raiva. Contente que seu odioso corpo de ciborgue servia para alguma coisa enquanto ela se agarrava a sua dignidade despedaçada."


24 comentários :

  1. Adorei essa releitura!!!

    Adoro os contos clássicos de princesas e essa versão nova me deixou bem curiosa!

    Blog aboutbooksandmore.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Patty, amar o primeiro livro de 2017 é começar o ano com o pé direito e fico feliz por você :)Cada vez que leio uma resenha nova desse livro fico mais interessada e espero poder começar a leitura da série ainda esse ano, eu gosto muito de recontos e os personagens parecem ser cativantes :)

    ResponderExcluir
  3. Depois de ler mais uma resenha deste livro posso dizer que estou pronto para dizer "Olá, Cinderella!"

    A premissa, de início, não me foi muito atraente. Muita informação e ficção, porém, adoro contos de fadas modernos (se você também gosta, assista Once Upon a Time ❤).

    Essa série já foi para a listinha, parece um pacote completo: capas lindas, enredos que me agradam e histórias, ao menos a princípio, envolventes! Parabéns pela resenha.

    Abs!

    ResponderExcluir
  4. Patty!
    Como assim quarta guerra mundial? Que fique apenas na ficção...
    Adoro releituras de contos de fadas e ver a Cinderela sendo retratada em um cenário futurista, cheia de personalidade e sabendo o que realmente quer, traz uma leitura totalmente aprazível e que gostaria de apreciar.
    Ficarei esperando a resenha de Scarlet.
    Desejo uma semana alegre e feliz!
    “Um saber múltiplo não ensina a sabedoria.” (Heráclito)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Eu já amei por ser releituras de contas de fada, coisa que já amo.
    Tudo isso dentro de um universo futurista só torna melhor. Curti muito essa nova roupagem do conto e principalmente do Kai que parece fofíssimo

    ResponderExcluir
  6. Que série incrivel. Não conhecia ainda, mas amei ela, as capas são incriveis, a forma que adaptaram os contos então, sem comentários.
    Com toda certeza que lerei toda a série, já anotei nome por nome para poder comprar.

    ResponderExcluir
  7. Oi Patty, tudo bem?
    Estou doida para ler esta série de tanto que ouvi a Mayra do All About That Book falar. Sempre gostei muito da Cinderela, então acho que vou me identificar bastante com esta série.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Babando nessa série!
    Eu qro mtooo ler ainda mais releituras q eu amo!
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Adoro quando os autores conseguem misturar vários gêneros que eu amo. Cinder é esse caso, além de ser releitura de um conto de fada, ainda é ficção científica. Também criei expectativas graças a tantos comentários positivos e recomendações. Acho que é por isso que não li ainda, com medo de me decepcionar com a história. Já fiquei imaginando qual sera esse final surpreendente, e adoro livros com várias coisas acontecendo (menos na hora de fazer a resenha, dai complica, pois fico querendo contar tudo kk) Também adorei a capa, vou largar esse medo da decepção e me jogar nesse livro.

    ResponderExcluir
  10. Achei esse livro uma mistureba, distopia, batalha intergaláctica, romance, em ainda ação clássica. Antes eu tinha certo pre-conceito com muitos elementos em livros, mas passei deixar isso de lado quando percebi que não importa quando gêneros, elementos, coisas tem no livro. O importante é conteúdo e talento que autor soube juntar tudo isso, e agora acho maravilhoso. Acho que livro é para ser isso, a gente ler no papel o que queremos que fosse real. Tipo romance clichês de livros, que ficamos toda mexida com eles hahaha. Enfim, achei interessante a personalidade de Cinder, ela não parece ser aquele tipica garota frágil que muitos livros fazem das garotas. Kai, adorei ele por não deixa se levar com status de ser príncipe

    ResponderExcluir
  11. Oi Patty, que livro legal! Adoro essas edições diferentes, geralmente as releituras são bem interessantes. As capas estão bonitas, e dá mesmo pra perceber qual a história que será contada. A dica funcionou pra mim 😉

    ResponderExcluir
  12. Estou doida pra ler essa série! Amo os contos de fadas e as princesas, e adoro releituras dessas histórias. Pelo visto a ambientação é muito interessante, e os personagens também. Pretendo ler logo logo se possível.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  13. Oiii! já tinha visto falar dessa série mas não sabia muito do que se tratava, mas confesso que fiquei super interessada. Eu amo conto de fadas, e releituras, e fiquei super curiosa pra conhecer esse mundo futuristico e a coisa toda, e quero conhecer mais de Cinder tbm!!

    ResponderExcluir
  14. Olá ,confesso que nunca fui muito fã de releituras. Mas quando leio comentários super elogiosos como o seu,sobre algum livro,fico sempre curiosa.
    Devo dizer que achei bem original a ideia de um clássico se passar em uma sociedade futurística.
    Quem sabe eu leia e caia de amores pela história?!

    ResponderExcluir
  15. Adoro livros em que os contos de fadas são reimaginados, adoro a história da Cinderela e estou querendo ler essa série há um tempinho já, não sabia que eram 6 livros, achava que eram apenas 4 mesmo, mas quanto mais melhor haha, gostei também dele se passar em uma época no futuro, com uma vida diferente da nossa, acho bem legal imaginar como será daqui alguns anos.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Oi! Apesar de achar super interessante essa série, eu sempre vou dando preferencia a outros livros hahaha Mas gostei muito de Cinder, então se eu for começar a série, vai ser por esse livro! Beijos

    ResponderExcluir
  17. que coisa boa!!
    o primeiro livro do ano e vc já deu coraçõezinhos
    sabe aquele livro/série que vc pensa ah é legal eu vou ler e acaba nunca lendo
    adorei os desenhos dos personagens uns amores !!
    bjs

    ResponderExcluir
  18. Ola, tudo bom?
    Gostei muito da resenha, e Cinder esta na minha lista de desejos há muito tempo hahaha, digamos que desde o lançamento, achei super legal termos uma releitura dos contos de fadas, de uma forma futurística e é muito bacana essa coisa das personagens se encontrarem.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  19. Adoro livros de releitura de contos de fadas. Gostei bastante da premissa do livro. Sem dúvida a autora acertou em cheio em mistura contos de fadas com ficção científica. Adorei essa série Crônicas lunares.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  20. Oi!
    Vi falar muito desse serie o ano passado e no começo desse ano peguei ela para ler e adorei, a serie todas me conquistou, gostei muito de todos os personagens e a Iko e mesmo uma figura, achei bem interessante esse universo que a autora criou que achei fantástico e esse primeiro livro e um dos meus favoritos da serie !!

    ResponderExcluir
  21. Oi Patty...
    Adoro releituras de contos de fadas... Adorei sua resenha de Cinder e já estou ansiosa para ver a resenha de Scarlet por aqui... A mistura dos contos com ficção científica foi uma ótima jogada da autora... Com certeza quero ler essa série em breve...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  22. Essa capa é fascinante. E que sapato!! Amei. Para eu gostar de temas futuristas depende muito da história. Eu gostei desse livro e se eu tiver oportunidade com certeza vou ler.

    ResponderExcluir
  23. Primeiro livro e você já gostou tanto assim? Tomara que a série toda continue no mesmo ritmo. Eu adoro releituras. Ainda não li esse, estou sempre enrolando para começar. Mas acho que sua resenha foi o empurrãozinho que eu estava precisando. As capas dessa série são lindíssimas. Impossível não querer na estante.

    ResponderExcluir
  24. Oi, Patty!
    Eu acho esses livros um charme, conquistaram a minha atenção por serem um misto de coisas que eu adoro em livros: distopia + personagens diferentes e ainda por cima, capas muito bonitas! Uma pena que são tão caros, mas já figuram entre os meus desejados há tempos.

    ResponderExcluir

Comente, ficarei muito feliz em saber sua opinião!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Seguidores G+

Siga-nos no Networked